Autoridades e personalidades comentam homenagem realizada pela Corte Eleitoral

dcf3e269-47eb-4950-887e-a5597bcc1fc2

 

 

Homenageados com a comenda da Ordem do Mérito do Tribunal Superior Eleitoral Assis Brasil falaram após o evento realizado nesta terça-feira (5), no TSE. Pela primeira vez, 112 autoridades e personalidades foram condecoradas com o grau de Grã-Cruz, Grande-Oficial ou Comendador.

O ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal e ex-presidente do TSE Ayres Britto ressaltou a importância da Justiça Eleitoral para a democracia. “Passei pela presidência com muita honra. A Justiça Eleitoral planeja, organiza e realiza cada eleição popular no Brasil a cada dois anos e assim concretiza também o princípio da soberania popular que se manifesta pelo voto direto, secreto, universal, periódico e quem faz essa ponte, esse link funcional entre a soberania e o voto popular é a Justiça Eleitoral. Então, cada eleição é o ápice da democracia”, disse.

Em seu segundo biênio na Justiça Eleitoral, o ministro do TSE Admar Gonzaga também comentou sobre a medalha e disse que a homenagem traz na essência “a gratidão da Justiça Eleitoral brasileira pelo esforço de servidores, ex-ministros, ministros de ontem e de sempre que colaboraram com o aperfeiçoamento da democracia.  A figura de Assis Brasil é a mais representativa porque ele fez de toda sua vida em torno da elevação da Justiça Eleitoral, como um marco de liberdade e estabelecimento da democracia, da soberania popular para o povo brasileiro”.

Há 20 anos na Justiça Eleitoral, o secretário Judiciário do TSE, Fernando Alencastro, disse se sentir honrado ao receber a homenagem e fez questão de dividir a medalha com seus colegas servidores. “É uma medalha importante ao passo que a gente pode dividi-la com os nossos colegas servidores, que não receberam, mas que também mereciam estar recebendo. Gostaria de dividir essa medalha com todos os servidores da secretaria Judiciária do TSE”.

Também com 20 anos de história junto à Justiça Eleitoral, Giuseppe Dutra Janino, secretário de Tecnologia das Eleições do TSE, disse que é “um orgulho e uma alegria muito grande receber essa homenagem. Entrei no primeiro concurso, no qual  tive a honra de ser o primeiro colocado e ingressar no trabalho de transformação da Justiça Eleitoral, que é a informatização. Nos orgulha muito pelo fato de fazermos parte desta história e representarmos um grupo inteiro. Pessoas, profissionais anônimos que tem grande contribuição em toda essa construção da imagem e da credibilidade que hoje nos atingimos. Me considero honrado em receber essa comenda, mas represento aqui um time, ao qual eu tive a honra de liderar.“

Eron Pessoa, assessor-chefe da Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias do TSE, disse que “é um reconhecimento importante para os colegas do Tribunal que atuam no dia-a-dia. O TSE tem atuado para melhorar o processo democrático brasileiro em todas as áreas e, em especial, na área de financiamento eleitoral. A cada dia uma democracia mais firme e justa para os brasileiros”.

Geraldo Campetti, secretário de Gestão da Informação do TSE, ressaltou que a entrega da medalha foi “um momento muito bonito, emocionante, de reconhecimento ao trabalho, não propriamente nosso, mas de todos os servidores e colaboradores que estão empenhados, procurando fazer o melhor ao seu alcance. A gente resgata um pouco da história da Justiça Eleitoral, um pouco de todo o trabalho realizado nesses anos. Um momento histórico, especial, que vai ficar na nossa memória.”

RC/FP

FONTE DA NOTÍCIA: TSE