Ayres Britto: “Ninguém está a salvo de investigação criminal”

Ministro aposentado explica o objeto da investigação penal

Durante a XXIII Conferência Nacional da Advocacia Brasileira, o ministro aposentado do STF Ayres Britto falou à TV Migalhas dos objetivos da investigação criminal, assim como seus alvos e consequências.

“A investigação tem o objeto, o seu alvo a salvo de interferência do investigado, seja parlamentar, até o presidente da república, ninguém está a salvo de investigação criminal, porque o objeto da investigação pode se esvair no tempo, pode se esfumar, pode ser alterado”.

FONTE: Migalhas