ADI 6454

O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, ajuizou ADI contra o art. 66, § 2º, da Constituição do Estado do Mato Grosso do Sul, que previu o quorum de 2/3 dos votos dos membros da Assembleia Legislativa para emendar a carta estadual. O objeto desta ação direta de inconstitucionalidade é a norma da Constituição do Estado do Mato Grosso do Sul que inobservou o quorum exigível para o processo legislativo das emendas constitucionais. Trata-se de norma cuja vigência iniciou-se em 5/10/1989, portanto, há relação de contemporaneidade entre o objeto impugnado e a Constituição de 5/10/1988.