Artigos

Os fatos, os fatos

CARLOS AYRES BRITTO* Não é no plano das normas que se assenta a feição imperial do nosso presidencialismo Uma das mais importantes dicotomias da vida é a formada pelo mundo das normas e pelo mundo dos fatos. Normas que dispõem sobre fatos, fatos que ora se dão conforme sua previsão…

Cultura? Qual?

Carlos Ayres Britto* A Constituição brasileira e os dicionários da língua portuguesa conferem múltiplos significados à palavra “cultura”. Escolho um. O significado em que tanto ela quanto eles coincidem: cultura é hábito de toda uma coletividade humana. Hábito que uma geração vai transmitindo às demais por um modo tão prolongado…

Está no livrinho?

O genial brasileiro Tobias Barreto (1838-1889) era contundente com os pseudointelectuais que “se achavam”, falemos assim. Ia na jugular dos escritores que não se davam conta do mico em que habitualmente incidiam com suas análises e teorizações de fundo de quintal. Fruto de uma visão de mundo que não era…

A vitória da toga sobre o colarinho branco

Carlos Ayres Britto* Um dos muitos sentidos do substantivo “constituição” é este: modo peculiar de ser das coisas. Modo único de ser de tudo o que existe, pois o fato é que nada é igual a nada. Tudo é absolutamente insimilar, aqui, neste planeta, e alhures. Daí que, já em…

Sou livre porque participo

Carlos Ayres Britto     Na chamada antiguidade clássica, os gregos tinham muito orgulho da sua cidadania ativada. Encarnavam, como nenhum outro povo, o princípio do “sou livre porque participo”. Não a máxima do “participo porque sou livre”, que já é contemporânea do constitucionalismo liberal do século 18. O senso…

Da voz das urnas à voz das ruas

Carlos Ayres Britto Com Nelson Rodrigues aprendi a valorizar as coisas óbvias. Uma delas: há sempre lições a colher em todo tipo de experiência humana. Das boas às ruins. Por exemplo, na presente quadra nacional de tanto acirramento de ânimos (pra não dizer de faca nos dentes), chama a atenção um…

Viagem sem volta – Ayres Britto

Viagem sem volta Carlos Ayres Britto A lição vem de Einstein: “A mente que se abre para uma nova ideia não retorna ao tamanho primitivo”.  A significar – penso – que um entendimento mais aberto ou arejado das coisas opera no indivíduo uma transformação. Mais que uma simples mudança de…

A vida começa aos 40

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text] Carlos Ayres Britto   O dito popular de que a vida do ser humano começa aos 40 anos de idade não me parece algo meramente cerebrino. Não o tenho como uma proposição que se inicia e termina tão somente no intelecto. Descolada da realidade, portanto. Não! Penso tratar-se…

Da faca nos dentes à poeira assentada

Carlos Ayres Britto A recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 378 desencadeou um bom efeito prático. Independentemente de refletir ou não a precisa vontade objetiva dos dispositivos constitucionais aplicados, ela suspendeu um estado coletivo de ânimos que já recendia a vias…

O centro e a periferia de nós mesmos

Carlos Ayres Britto “Vá para dentro, vá para dentro” é a principal exortação que se lê nos Upanishads, que são as mais antigas escrituras sagradas dos hindus. Exortação, a seu turno, que penso traduzida melhor como um “vá para o centro, vá para o centro”. Vá para o centro de…

Twitter