Ayres Britto Consultoria Jurídica e Advocacia

má-fé

Sem má-fé, parte não pode ser prejudicada por dúvida razoável sobre natureza e prazo do recurso

  A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) terá de analisar embargos declaratórios opostos pela Yahoo! Brasil Internet Ltda. Segundo o ministro Rogerio Schietti Cruz, autor do voto condutor da decisão, a parte não pode ser prejudicada por uma filigrana jurídica passível de …

Sem má-fé, parte não pode ser prejudicada por dúvida razoável sobre natureza e prazo do recurso Leia mais »